segunda-feira, 26 de julho de 2010

1º ANO Médio (Manhã e Noite) - Biocombustíveis x Segurança Alimentar - Dilemas e Perspectivas


Até que ponto a expansão de culturas destinadas à fabricação de biocombustíveis, uma energia limpa, coloca em risco a produção de alimentos? A busca por fontes energéticas de origem vegetal pode interferir negativamente em questões de segurança alimentar? Essas são algumas das principais questões que vêm colocando o Brasil no centro dos debates globais, em função da sua posição de País megaprodutor de grãos e carnes, além de candidato em potencial à liderança mundial no mercado de combustíveis de fontes renováveis, como biodiesel e etanol. Embora as opiniões se dividam em relação ao tema, o consenso existente até agora é de que não haverá solução para esse impasse sem sustentabilidade no campo, o que inclui equilíbrio entre o aumento da produtividade e o respeito à capacidade de suporte dos ecossistemas naturais, às leis trabalhistas e aos direitos humanos.


O presidente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), Renato Maluf, afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Para ele, a instabilidade é fruto de um modelo equivocado no sistema agroalimentar global.

Para o Consea, contribuem para a alta de preços fatores como o contínuo aumento da demanda por alimentos, mudanças climáticas, elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como a soja, o milho e o trigo ativos negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro.
Os subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia também são apontados por Maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar, já que impedem os produtores de países pobres de competirem em pé de igualdade com os europeus e norte-americanos.


"Os Estados Unidos e a Europa, durante décadas, exportaram alimentos a preços subsidiados, desestimulando e comprometendo a produção em um grande número de países. Hoje, esses países viraram importadores, quando poderiam muito bem ter produção suficiente para exportar. Estão pagando o preço desse modelo global", opina.


No caso específico do Brasil, Maluf enfatiza que ao elaborar o Programa Nacional de Biodiesel, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) teve o cuidado de estabelecer regras capazes de evitar possível competição entre a produção de energia limpa e a de alimentos. Entre elas, cita o incentivo à agricultura familiar e a exigência de que produtores de oleaginosas para a indústria de biodiesel mantenham áreas de cultivo de alimentos.

Em relação ao uso da cana-de-açúcar para a produção de etanol, o presidente do Cosea ressalta que para evitar também um processo de expansão insustentável, a entidade, que cumpre papel consultivo da Presidência da República, defende o estabelecimento de zoneamento para determinar as áreas passíveis de aumento de plantio; a inclusão da variante social, para evitar o uso de trabalho escravo, entre outros tipos de ilegalidade trabalhista; além de análise de impactos ambientais.


"É preciso proibir a expansão das lavouras de cana para etanol onde existem áreas de cultivo de alimentos para evitar conflitos. Além disso, não se pode admitir que o crescimento dessa cultura se dê em bases insustentáveis e degradantes. Embora seja louvável que os países busquem fontes energéticas renováveis, precisamos ficar atentos às lições históricas. Ao longo de quatro séculos, a indústria da cana foi grande concentradora de renda e riqueza no Brasil", alerta Maluf.


Falando de Roma, onde participou da reunião da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), no seu programa de rádio semanal "Café com o Presidente" o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também criticou os subsídios agrícolas mantidos pelos países mais ricos. "Penso que chegou à hora de tomarmos atitudes. Uma das atitudes seria concluir o acordo da OMC (Organização Mundial do Comércio) na Rodada de Doha. Que os países ricos abram mão dos subsídios que dão aos seus agricultores, que os Estados Unidos diminuam os subsídios", defendeu Lula.

O diretor do Departamento de Combustíveis Renováveis do Ministério de Minas e Energia (MME), Ricardo Gusmão Dornelles, afirmou durante o Primeiro Simpósio Internacional de Combustíveis, Biocombustíveis e Emissões, organizado pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), que a produção brasileira de grãos (arroz, feijão, milho, soja, trigo, amendoim, caroço de algodão, aveia, centeio, cevada, girassol, mamona e sorgo) somada à de cana para açúcar cresceu 217% entre 1976 e 2007. A área plantada correspondente, no entanto, aumentou 28% (11 milhões de hectares), graças ao ganho de produtividade de 150%.

"Nesse mesmo período, a área de cana destinada à produção de álcool cresceu em apenas 3 milhões de hectares. A produtividade da cana para o álcool elevou-se em 116%", enfatizou.
De acordo com Dornelles, o ganho de produtividade permite aumentar a produção agrícola, mantendo-se ou até mesmo reduzindo-se a área plantada. "Entre 1976 e 2007, a expansão da cana para produção de álcool (3,2 milhões de hectares) foi muito menor do que a expansão das culturas alimentares (11 milhões de hectares)", enfatiza.

Outro destaque foi para os 210 milhões de hectares de pastagens. "Um aumento de produtividade de 10% na criação de gado liberará 21 milhões de hectares. Não obstante, há 90 milhões de hectares livres para a expansão agrícola no Brasil", explicou Dornelles.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, também afirmou, durante recente audiência pública no Senado Federal, que o Brasil tem 90 milhões de hectares para incorporar à agricultura. De acordo com ele, o País pode aumentar a produção de alimentos sem que seja necessário derrubar nenhuma árvore na Amazônia, região brasileira que está no centro das atenções brasileiras e globais, em função de potenciais riscos de aumento do desmatamento para expansão da fronteira agrícola.

Já o secretário-executivo da Comissão Interministerial sobre Mudanças Climáticas no Brasil, José Domingos Gonzáles Miguez, considera a produção de biocombustíveis estratégica para a auto-suficiência da matriz energética do Brasil e para a expansão comercial das nações em desenvolvimento. "Os biocombustíveis aparecem como verdadeiras oportunidades comerciais, dentro de uma nova indústria no mercado mundial", disse no Fórum Global de Energias Renováveis, em Foz do Iguaçu.

Para o representante do Governo no evento, diferentemente do que vem sendo difundido pelos meios de comunicação internacionais, os biocombustíveis são parte da solução para a redução de emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE), com perspectivas de inclusão social, e não um problema que coloca em risco a segurança alimentar no Brasil e no mundo.

Resumindo: Quais seriam critérios mínimos para a produção de biocombustíveis?
a) Não competirem com a produção de alimentos, ou seja, Não haver expansão gigantesca “como já se desenha” de monoculturas destas matérias-primas básicas para os biocombustíveis
b) Redução de pelo menos 60% das emissões de Gases do Efeito Estufa;
c) Não causarem impactos diretos ou indiretos sobre ecossistemas (contaminação solo e da água; extinção da biodiversidade com a introdução de espécies exóticas e/ou de transgênicos; com a redução máxima possível de Agroquímicos {adubagem, agrotóxicos, etc.}
d) Não aumentarem ou causarem conflitos sociais (segurança alimentar, direitos sobre a terra e direitos das comunidades locais e indígenas)

Fonte: Adaptações de Jornal do Comércio; site G1.

77 comentários:

Prof. Marcio Bezerra disse...

Olá meus estimados alunos e alunas!

Este post é para explicações de dúvidas de como postar pra quem não está acostumado!!

1 - Você verá essa janela depois de clicar no comentário.

2 - Se você tiver uma conta no google poderá usar esse nome, desde que ele lhe identifique, MAS não impede que você coloque número e Turma, pois, não sou adivinho meus amados e amadas!

3 - O mais prático é você clicar no 3º item da Identidade - Nome/URL
já resolve de uma vez só seu nome, turma e Nº!!

4 - Depois q vc postar a resposta, seu comentário não aparecerá, pois cada resposta é MODERADA, isto é, só aparece se eu ler e aprovar.
Por isso, tenha paciência, e volte ao blog no outro dia pra ver se o seu comentário PASSOU!!

5 - BOA ATIVIDADE para vocês e que isto sirva como alguma forma de aprendizado ou informação para cada um de vocês!
Abraços pro meninos e bjs nas meninas!
Sucesso e Força Sempre Pra Vcs!

layara disse...

20
MEM1A

1- Essa mudança de preços,tem haver com inùmeros fatores. Como o aumento da demanda de alimentos, Mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo e subsídios agrícolas, São desencadeadores da crise. A expansão da produção de biocombustìveis, Não pode ser interpretada como ùnica culpada pela crise.

2- São Normas criadas para proteger a saúde dos consumidores,Visando quais alimentos são adequados para o consumo,A indústria de alimento terá que dividir espaço com os biocombustíveis, Ou seja dividir sua matéria prima,Diminuindo a preocupação com a segurança alimentar.
3- positivos :redução das emissões dos gases do efeito estufa, a matéria prima é feita de produtos renováveis,ou seja sempre se renova.
negativos:os preços dos alimentos irão aumentar,Perigoso para a Segurança alimentar.

Karoline disse...

CAROLINE GONÇALVES
MEM 1A Nº:06

1)Porque para o Consea, o que contribui pra a alta dos preços e a demanda dos alimentos, mudança climáticas, elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou os produtos como a soja, milho etc atrativos pra o capital financeiro e ainda os subsidiados agrícolas dos EUA e da União européia também são apontados como os fatores que desencadearam a crise alimentar.

2) Segurança alimentar e o conjunto que normas de produção,transporte e armazenamento de alimentos. O biocombustivel e visto sim como um perigo sem a adoção de medidas e políticas adequadas podem resultar em serios riscos para a segurança alimentar como a contaminação do solo e da água.

3)positivos: diminuição dos impactos diretos e indiretos ao ecossistema a redução na emissão de gases etc.
negativos:perigo de contaminação, preços altos,a substituição da mata atlântica por plantações de cana de açúcar.

Anônimo disse...

Raphael Rodrigues Tavares Rodriguêz
Mem1b nº:44
Resposta 1

Pelo fato da desigualdade nos números do que é produzido e do que é necessário para o consumo que é um número que aumenta constantemente, as mudanças climáticas geradas pelo consumo de combustíveis, os impostos sobre os produtos agrícolas cobrados pelos países mais ricos, e a exportação que geram maior capital do que vender os produtos internamente.

Resposta 2

Uma organização governamental responsável por comandar a produção e vende de alimentos agrícolas.

Resposta 3

Negativos: compete com a produção de alimentos e aumenta os preços dos alimentos.
Positivos: é uma fonte de combustíveis renováveis, ou seja, não tem limites, redução na emissão de Co².

Prof. Marcio Bezerra disse...

LAYARA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item 2 poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,4




NOME:MATHEUS TARCISIO LIMA MOREIRA
1 ANO B


1:NESSE CASO ELE ESTARIA FAZENDO UMA ALUSAO A ALGUM TIPO DE PROBLEMA QUE ESTARIA ACONTECENDO COM OS PAISES E POR ISSU ESTA ACONTECENDO ESSE EQUIVOCO NO SISTEMA ALIMENTAR


2: É UM COMJUNTO DE NORMAS DE PRODUÇAO TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS VISANDO DETERMINADAS CARACTERISTICAS FISICO-QUIMICAS.É PORQUE OCORRE UM DESVIO DE MATÉRIA PRIMA QUE SERVIRIA DE ALIMENTO PARA A PRODUÇAO DE COMBUSTIVEIS


3: PREOCUPAÇOES COM O CLIMA E ANSIEDADES GOVERNAMENTAIS DEVIDO A REDUÇAO DAS RESERVAS PETROLIFERAS . FORNECEM INCENTIVOS FISCAIS E SUBSIDIOS AS COMPANHIAS QUE APOIA A TECNOLOGIA EMERGENTE.


MATHEUS - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item 1 poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,3





CAROLINE GONÇALVES - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item 2 poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,4




RAPHAEL RODRIGUES - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item 2 poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está MUITO incompleto!
NOTA = 2,2

OBS: Eu fiz uma nova postagem das notas anteriores pois Reparei um erro na minha avaliação com algumas notas.
Agora sim estão todas corretas dentro do meu critério de avaliação e pontuação para a tarefa no blog!

Guilherme Mange disse...

Resposta I
Para Renato Maluf, a atual crise na oferta e demanda de alimentos, que é fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Por isso, para ele, a instabilidade é fruto de um modelo equivocado no sistema agroalimentar global.

Resposta II
A Segurança Alimentar é garantir, a todos, condições de acesso a alimentos básicos de qualidade, em quantidade suficiente, de modo permanente e sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, com base em práticas alimentares saudáveis, contribuindo, assim, para uma existência digna, em um contexto de desenvolvimento integral da pessoa humana. O dramático aumento dos alimentos registrado recentemente tem múltiplas causas e, no momento, os biocombustíveis provavelmente representam uma das menos influentes. Mais fundamentalmente, a crise alimentar atual estárelacionada com a falta de investimentos públicos na agricultura e na segurança alimentar.

Resposta III
Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica, o que reduz a emisão de gás carbônico.
Seu ponto negativo é que com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos, como elevação das temperaturas.

Guilherme Dos Santos Mange, N° 21, MEM 1B

MATHEUS RIBEIRO DANTAS N°38 MEM1B disse...

1-As contribuições para a alta de preços são:

O contínuo aumento da demanda por alimentos
Mudanças climáticas
Elevação da cotação do petróleo, alem de mercantilização de alguns alimentos.
Também é admitido por Maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar os subsídios agrícolas mantidos pelos EUA e pela UE, ja que impedem produtores de países pobres competirem em pé de igualdade com os Europeus e Norte-americanos



2-Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, que inclui: Transporte e armazenamento de alimentos visando certas características, que são: físico-químicas, microbiológicas e sensorias padronizadas.



3-Positivo: Polui menos que outros combustíveis e é renovável, diferente do petróleo

Negativo: Muitos alimentos sofrem inflação, por terem suas áreas de cultivo destruídas para a plantação de cana de açúcar.

Angélica disse...

ANGÉLICA SANTOS MARENDAZ
N°:01 TURMA:MEM1A

Questão 1 :
De acordo com o Presidente Renato Maluf essa instabilidade de preços no fator alimentício é fortalecida por vários fatores como por exemplo : a mudança climática , os subsídios dos EUA e da UE que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos.


Questão 2 :
Segurança Alimentar é o nome dado para a produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características para depois serem adequados para consumo.
Os biocombustíveis são vistos como um problema para a segurança alimentar porque existe um consenso sobre o fato de que a produção de biocombustível impacta a produção de alimentos, e, portanto seus preços .

Questão 3:
Ponto positivo = a vantagem é a menor poluiçao que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo.
Ponto Negativo = fica por conta do plantio pois como os interesses pelo biocombustível estão crescendo, junto com ele também os preços pagos pela cana de açúcar , de onde o mesmo é retirado.

GABRIEL JUSTO SCARDINI MEM 1B disse...

RESPOSTA 1

É UM PROBLEMA QUE VEM ACONTECENDO COM OS PAISES ESSA CRISE QUE VEM CRECENDO CADA VEZ MAIS PELAS MUDANÇAS CLIMATICAS GERADAS PELO CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS

RESPOSTA 2

É UM CONJUSTO DE NORMAS DE PRODUÇÃO,TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS.
O BIOCOMBUSTIVEL É UM PERIGO CONSTANTE PODEM OCASIAONAR VARIOS RISCOS A SAUDE.

RESPOSTA 3
PONTO POSSITIVO- SUA PRINCIPAL VANTAGEM É A MENOR POLUIÇÃO
PONTO NEGATIVO-COM O ESTIMULO AO PRÓ ALCOOL, GRANDE ÁREA DE MATA ATLANTICA FOI SUBSTITUIDA POR CANA DE AÇUCAR
ISSO ACASIONA GRAVES PLOBLEMAS PROBLEMAS CLIMÁTICOS.

Prof. Marcio Bezerra disse...

GUILHERME MANGE - MEM 1B
Seu comentário foi aoprovado sem nenhuma ressalva.
Nada a corrigir ou retocar.
NOTA = 2,5




MATHEUS RIBEIRO - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,3




ANGÉLICA SANTOS - MEM 1A
Seu comentário foi aprovado sem ressalvas. Apesar de curto seria injusto descontar o décimo. Nada a corrigir ou retocar!!
NOTA = 2,5




GABRIEL JUSTO - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - Os itens I e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errado, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA = 2,2

Anônimo disse...

Nome: Roberta Moura Gaiani Angelo
Turma: MEM 1b
Nº: 45

1) Para o CONSEA a alta de preços fatores como o contínuo aumento da demanda por alimentos, mudanças climáticas, elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como soja, trigo e milho ativos, negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro.

2)Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características sensoriais padronizadas, microbiológicas e físico-químicas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. O prejuízo será que os produtores de alimentos terão que dividir sua matéria prima.

3)Negativo-Aumento dos preços dos alimentos destruição da Mata Atlântica.
Positivos-Redução na emissão de gases poluentes no ar.

LARISSA disse...

NOME=LARISSA BEZERRA FERREIRA
TURMA=MEM2B N-33

1)ESSAS MUDANÇAS ACONTECEM DEVIDO A MUDANÇAS DE PREÇOS COM O AUMENTO DOS ALIMENTOS QUE FICAM CADA VEZ MAIS CARO E AS MUDANÇAS CLIMATICAS TAMBEM VAM EM CONTA

2)SÃO NORMAS DE PRODUÇÃO E ARMAZENAMENTO,COM CARACTERISTICAS FISICO-QUIMICO,MICROBIOLOGICO E SENSORIAIS QUE POSSAM ATENDER AS NECESSIDADES DOS COMERCIANTES E SANITARIAIS .A INDUSTRIA DIVIDE AS MATERIAS AI DIMINUI A PREOCUPAÇÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR

3)NEGATIVO - O ESTIMULO AO PRÓ-ALCOOL,GRANDE ÁREIA DE MATA FOI SUBSTITUIDA POR PLANTAÇÕES DE CANA-DE-AÇUCAR ELEVAÇÕES DAS TEMPERATURAS E DA ERODIBILIDADE DOS SOLOS

POSITIVOS- VANTAGEM EM MENOR POLUIÇÃO. A CANA E UM PRODUTO COMPLETO PORQUE PRODUZ AÇUCAR,ALCOOL E BAGAÇO,CUJO O VAPOR GERA FONTE DE ENERGIA ELÉTRICA.

Prof. Marcio Bezerra disse...

ROBERTA MOURA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas sinto q faltou alguma coisa a ele!!
NOTA = 2,4





LARISSA BEZERRA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas sinto q faltou alguma coisa a ele!!
NOTA = 2,4

luihene disse...

1-Essa mudança de preços,tem haver com inùmeros fatores. Como o aumento da demanda de alimentos, Mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo e subsídios agrícolas, São desencadeadores da crise, e ainda os subsidiados agrícolas dos EUA e da União européia também são apontados como os fatores que desencadearam a crise alimentar.

2-É um conjunto de normas de produção transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características fisico-quimicas.É porque ocorre um desvio de materia prima que serviria de alimento para a produção de combústiveis.

3-Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo.compete com a produção de alimentos e aumenta os preços dos alimentos.
Negativo: Muitos alimentos sofrem inflação, por terem suas áreas de cultivo destruídas para a plantação de cana de açúcar.

Prof. Marcio Bezerra disse...

LUHIENE DOS SANTOS - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas sinto q faltou alguma coisa a ele!!
NOTA = 2,4

wallace disse...

1-Renato Maluf, afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.

2-Renato Maluf, afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.
- Contaminação de lençóis freáticos por nitritos e nitratos, provenientes de fertilizantes. A ingestão desses produtos causa problemas respiratórios, devido à produção de meta-hemoglobina (hemoglobina oxidada)

3-- Aumento do consumo de água (para irrigação das culturas);
- Redução da biodiversidade;
- As culturas para produção de bicombustíveis consomem muitos fertilizantes nitrogenados, com liberação de óxidos de nitrogênio, que também são gases estufa;
- Devastação de áreas florestais (grandes consumidoras de CO2) para plantio das culturas envolvidas na produção dos bicombustíveis;
- Possibilidade de redução da produção de alimentos em detrimento do aumento da produção de bicombustíveis, o que pode contribuir para aumento da fome no mundo e o encarecimento dos alimentos;
- Contaminação de lençóis freáticos por nitritos e nitratos, provenientes de fertilizantes. A ingestão desses produtos causa problemas respiratórios, devido à produção de meta-hemoglobina (hemoglobina oxidada);

Prof. Marcio Bezerra disse...

WALLACE - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!
NOTA = 2,5

Anônimo disse...

ANA BEATRIZ BIAS - MEM 1B - Nº1

Questão 1 - A instabilidade dos preços de alimentos não é somente devido aos Biocombustíveis, mais também devido a fatores estruturais como chuvas, aquecimento global e problemas econômicos como a queda na produtividade não pelo fator biocombustivel mais sim pela inclusão sócio-econimica elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como a soja, o milho e o trigo ativos negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro, A inflação dos alimentos esta mais relacionada ao aumento do PIB.


Questão 2 - Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Atualmente, com o objetivo de produzir alimentos em quantidade suficiente para alimentar uma população grande e crescente a preços competitivos usam-se, muitas vezes, tecnologias agrícolas inadequadas, nas quais compostos perigosos contaminam os alimentos e, consequentemente, os consumidores. Entre estes procedimentos estão o uso indiscriminado de agrotóxicos. Os Biocombustiveis não trazem nenhum perigo a segurança alimentar. Segundo os pesquisadores, a ameaça que o aumento da produção de biocombustíveis representa para a segurança alimentar é particularmente séria na África, onde o alimento já é escasso e a segurança alimentar é insuficiente.

Questão 3 - Os pontos positivos:
- A produção de biocombustíveis podem estar, contribuindo para o processo de mudanças climáticas.
- Um combustível renovável, onde se pode aproveitar óleo de cozinha para sua produção. Assim também contribuindo para a inclusão social
- Uma outra alternativa melhor que a do petróleo, pois é altamente ecológica.

Os Pontos negativos:
-O alto crescimento do biocombustivel pode implicar com o desmatamento de áreas florestais.
- A ocupação do espaço agrícola com as criações de usinas para o refinamento do biocombustivel.
- risco de competição de lavouras energéticas com produção de comida.
- Muitas plantações hoje usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade uso significativo de fertilizantes, pesticidas e água. Podendo causar riscos.

Prof. Marcio Bezerra disse...

Ana Beatriz Bias - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente!
NOTA = 2,5

Anônimo disse...

RAMON LOIOLA COUTINHO MEM1B N°43

1:Ele afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos,é um dos fatores que tem impulsionado o aumento de preços,afirma tambem que não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.

2:A Segurança Alimentar é garantir, a todos, condições de acesso a alimentos básicos de qualidade, em quantidade suficiente, de modo permanente e sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais,no momento, os biocombustíveis provavelmente representam um dos problemas,Mais é certo citar tambem que a crise alimentar atual está relacionada com a falta de investimentos públicos na agricultura e na segurança alimentar.

3:negativos:É que os preços dos alimentos irão aumentar,Perigoso para a Segurança alimentare para nóis tambem.
Positivo:Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo.

RAPHAELA disse...

RAPHAELA NASCIMENTO Nº29- MEM 1A

1-Porque Maluf acredita que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, como o contínuo aumento de alimentos,mudanças climáticas,elevação da cotação de petróleo ,além da mercantilização dos alimentos,não é passageira e não pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustível.
O s subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia também são apontados por Maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar.

2-É um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características, físico-química, microbiológica e sensórias, que garante acesso ao alimento em quantidade e qualidade adequadas de forma permanente e aproveita ao máximo os nutrientes e prepara os alimentos de forma que não ofereça perigo a saúde.

Porque o preço dos alimentos vem aumentando devido à produção de biocombustível que impacta a produção dos alimentos.

3-POSITIVOS: * colabora para diminuir a poluição e o efeito estufa.
*é uma fonte limpa e renovável de energia.
*o CO2 eliminado pelo veiculo é reutilizado pelas plantas para a produção de mais biomassas, através da fotossíntese.
*possibilita o fechamento do ciclo de carbono (CO2), contribuindo para a estabilização da concentração desse gás na atmosfera (isso contribui para “frear” o aquecimento global).

NEGATIVO:*consome grande quantidade de energia para a produção.
• Aumento do consumo de água (para irrigação das culturas)
• As culturas para produção de biocombustível consomem muito fertilizantes nitrogenados, como liberação de óxidos de nitrogênio.
• A queima de cana libera grande quantidade de gases nitrogenados que retornam ao meio ambiente na forma de “chuva seca” fertilizantes.

merynha disse...

Nome:Marilene R. de Azevedo
N°:37 turma: MEM 1B

resposta 1:
Renato Maluf ,a crise na oferta a demanda de alimentos que é que alimento o preço no fatos alimentacio por varios fatores por exemplo:a mudanã climatica os subsdios dos EUA e da UE que impedim os podutos paises pobres .

resposta 2:
Mais fundamentalmente a crise alimentar atual estarelacionada com a falta de investimentos publicos na agricultura e ma seguranã alimentar e visando quais alimentos são adequados para o consumo a industria de alimenos tera qie dividi a ateira prima e a precupação com a alimentação .

respota 3:
Positivo:Redução das emissões dos gases do efeito estufa a ,ateria proma é feita de produto renovaveis ,ou seja , pemprese renova diminuição dos impacto direto e indireto aoecossistema a reduão na emissão de gases .

Negativa:Os preços dos alimentos irão aumentar perigoso para a segurança alimenta a grande area de Mata Atlantica foi substituida por plantações de cana-de-acuçar , particulamente no nordeste brasileiro .

emily disse...

Emily Lohanne Souza Vidal
número 12 / MEM 1b.


1ª QUESTÃO: Para ele (Renato Maluf) essa instabilidade não será passageira e não unicamente é fruto da expansão de biocombustíveis. Também, mas é fortalecido por outros fatores que pesam, como mudanças climáticas, aumento da demanda por alimentos, a elevada cotação do petróleo, mercantilização dos alimentos, os subsídios dos EUA e da UE que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos, entre outros.


2ª QUESTÃO: Segurança alimentar são normas que visa garantir a todos asseso de alimentos em quantidade suficiente. Normas de produção, transporte e armazenamentos do mesmo, levando em conta algumas característica microbiológicas e sensoriais padronizadas, para assegurar que os alimentos sejam adequados ao consumo, com essa preocupação em ter alimentos suficiente a todos e de maneira segura paro o consumo vem sendo usados produtos agricolas técnológicos inadequados, que de certa forma contaminam o produto e a pessoa que o cosumirá são exemplos os agrotóxicos que tem como função exterminar pragas e afins que causam danos nas plantações.

Algumas correntes, criticam a produção de biocombustíveis, argumentando que ela tem causado desflorestamento e aumento no preço dos alimentos. a ONG Oxfran afirma que o uso de grãos para a produção energética propiciou uma baixa histórica nos estoques. Isso gerou um aumento de 30% no preço dos alimentos em escala mundial, levando 30 milhões de pessoas à pobreza.
No Brasil, temos mais de 90 milhões de hectares de áreas disponíveis para novos empreendimentos agrícolas. Aqui é perfeitamente possível integrar as duas coisas, já na África a ameaça que o aumento da produção de biocombustíveis representa para a segurança alimentar é particularmente séria, onde o alimento já é escasso e a segurança alimentar é insuficiente. Conclui-se então que a produção de biocombustíveis só é prejudicial em países que é escasso a segurança alimentar.


3º QUESTÃO:
OS PONTOS POSITIVOS SÃO:
• O biocombustível é uma fonte renovável, se pode aproveitar óleo de cozinha para fabricá-lo.
• É uma fonte de combustível melhor que o petróleo, pois é um recurso ecológico.
• A poluição é menor comparada a do petróleo diminuindo o efeito estufa.
• A produção de biocombustíveis podem estar, contribuindo para o processo de mudanças climáticas.

OS PONTOS NEGATIVOS SÃO:
• Plantações usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade sendo usados significativamente fertilizantes, pesticidas e água.
• É realmente possivel que reduza a produção de alimentos em detrimento do aumento da produção de bicombustíveis, o que pode contribuir para aumento da fome no mundo e o encarecimento dos alimentos.
• Muitos alimentos sofrem inflação, por terem suas áreas de cultivo destruídas para a plantação de cana de açúcar.

Prof. Marcio Bezerra disse...

RAMON LOYOLA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente!
NOTA - 2,5





RAPHAELA NASCIMENTO - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente!
NOTA - 2,5





MARILENE R.AZEVEDO - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item I poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas sinto q faltou alguma coisa a ele!!
NOTA - 2,4





EMILLY LOHANNE - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente! Explicada até demais rsrsrsrs!
NOTA - 2,5

Thamires Oliveira Souza disse...

I- A produção de alimentos estão cendo cada vez mais descutida, além das discurções os alimentos como milho e o trigo estão sendo negociados nas bolsas de mercadorias, alguns paises exportaram de mais, e agora não tem o suficiente para exporta, no caso do Brazil Maluf elaboro regra para evitar competições de energia limpa e a de alimentos.
II- Segurança alimenta são produção de trasnporte e armanezamento de alimento eles verificam seriam adequandos ao consumo esse modo é que as relação entre povos passam atender as necessidades sanitárias e comerciais um conceito importante na garantia de um alimento saudavel é o do perigo.
Os biocombustiveis, competem com alimento diretamente ao de utilizarem matérias-primas nobres de uso alimentar para o uso energetico ao ocuparem terras ferteis e deslocarem a produção de alimentos; Exeto o etanol de cana-de-açúcar, não são sustentavel do ponto de vista ambiental muitos dos problemas acima estão ligados direto ou indireto á questão de sustentabilidade ambiental. De certa forma o debate se torno mais claro no último 2 anos.
III- Ponto positivo, carros com biodisel ( que na verdade é um termo para marcaras o alcool é outras formas altenativas inventadas desde o governo militares )polui menos é renovavel. Use e plante novo é uma invenção brasileira dos governos anteriores e poderiamos receber royates.
Ponto negativo, precisa-se grandes áreas para plantação de cana, para se obter pouco litros de alcool, infelizmente para extrair essa cana o trabalho e quase escravo, não resumerado e de baixa qualificação em todo país onde se planta cana, poderia plantar arroz, feijão, ter gado e alimentar centenas de pessoas em vez de produzão de combustivel.

Keila / nº 49 ( MEM1A) disse...

Resposta 1 – Essa instabilidade de preços são causadas por vários fatores, como a mudança de clima, subsídios dos EUA e da União Européia, que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos.

Resposta 2 - Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características sensoriais padronizadas, microbiológicas e físico-químicas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. O prejuízo será que os produtores de alimentos terão que dividir sua matéria prima.

Resposta 3 - O fator positivo é a que a cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica, o que reduz a emissão de gás carbônico comparado aos combustíveis derivados do petróleo.
Já o fator negativo é que com esse estimulo, grande área da mata atlântica está sendo substituída por plantações de cana de açúcar.

Ellen Leal disse...

Ellen Leal - MEM 1A

1- fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Para ele, a instabilidade é fruto de um modelo equivocado no sistema agroalimentar global.
2- O custo dos alimentos tem cido decrescente. Segurança alimentar é um conjunto de produção, transporte e armazenamento de alimentos com determinadas características.Em relação ao prejuizo do biocombustível , não são bons nem maus em si,seus efeitos econômicos e sociais dependem de seu uso, podem gerar risco, mas também muitas oportunidades de desenvolvimento .
3- Os biocombustíveis líquidos podem ameaçar a disponibilidade de suprimentos de comida adequados ao desviar terra e outros recursos de produção das plantações para alimento.
Muitas plantações hoje usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade uso significativo de fertilizantes, pesticidas e água.

Anônimo disse...

RUAMA S. PINHEIRO , N°46 , MEM1B

III) Quais são os pontos positivos e negativos dos biocombustíveis para o meio ambiente?

Ponto Positivo -> Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica.

Ponto Negativo -> Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro.


II) Leia, Pesquise em outros locais da internet e poste COM SUAS PALAVRAS; O que é segurança alimentar e por que os biocombustíveis são vistos como um perigo ou problema ou prejuízo para a segurança alimentar de vários países.

•Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo.
Porque o preço dos alimentos vem aumentando devido à produção de biocombustível que impacta a produção dos alimentos.
Os Biocombustiveis não trazem nenhum perigo a segurança alimentar. Segundo os pesquisadores, a ameaça que o aumento da produção de biocombustíveis representa para a segurança alimentar é particularmente séria na África, onde o alimento já é escasso e a segurança alimentar é insuficiente.



I) Explique com suas palavras, por que o Presidente nacional do conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA) - Renato Maluf - Afirma que a instabilidade dos preços de produtos alimentícios é fruto de um modelo equivocado do sistema agroalimentar global?


Segundo o Presidente Renato Maluf essa instabilidade de preços no fator alimentício é fortalecida por vários fatores como por exemplo : a mudança climática , os subsídios dos EUA e da UE que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos.
Problema que se agrava cada vez mais por causa do aumento do consumo e preço de alimentos,mudanças climáticas...

Tayná Eduarda - MEM 1A disse...

RESPOSTA N° 1 - Essa mudança de preços,tem haver com inùmeros fatores. Como o aumento da demanda de alimentos, Mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo e subsídios agrícolas, São desencadeadores da crise, e ainda os subsidiados agrícolas dos EUA.

RESPOSTA N° 2 - é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo! pois muitas comidas estão vindo contaminadas, um exemplo desse tipo de contaminação são os agrotóxicos! por isso eles tem que prepara os alimentos de forma que não ofereça nenhum tipo de risco à saúde!

RESPOSTA N° 3 - Positivo -> Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica.É energia renovável. No Brasil há muitas terras cultiváveis que podem produzir uma enorme variedade de oleaginosas, principalmente nos solos menos produtivos, com um baixo custo de produção.
O biodiesel é um ótimo lubrificante e pode aumentar a vida útil do motor.
O biodiesel tem risco de explosão baixo. Ele precisa de uma fonte de calor acima de 150 graus celcius para explodir
Tem fácil transporte e fácil armazenamento, devido ao seu menor risco de explosão.
O uso como combustível proporciona ganho ambiental para todo o planeta, pois colabora para diminuir a poluição e o efeito estufa.
A viabilidade do uso direto foi comprovada na avaliação dos componentes do motor, que não apresentou qualquer tipo de resíduo que comprometesse o desempenho.
Para a utilização do biocombustível, não precisa de nenhuma adaptação em caminhões, tratores ou máquinas.
O biodiesel é uma fonte limpa e renovável de energia que vai gerar emprego e renda para o campo

NEGATIVO -> Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos e edáficos, com elevação das temperaturas e da erodibilidade dos solos. Tanto que muitos usineiros agora têm preocupação em proteger os fragmentos que restam e recuperar áreas degradadas. Até porque hoje em dia o álcool não está dando um lucro satisfatório, como antigamente.Os grandes volumes de glicerina previstos (subproduto) só poderão ter mercado a preços muito inferiores aos atuais; todo o mercado de óleo-químicos poderá ser afetado. Não há uma visão clara sobre os possíveis impactos potenciais desta oferta de glicerina.
No Brasil e na Ásia, lavouras de soja e dendê, cujos óleos são fontes potencialmente importantes de biodiesel, estão invadindo florestas tropicais, importantes bolsões de biodiversidade. Embora, aqui no Brasil, essas lovouras não tenham o objetivo de serem usadas para biodiesel, essa preocupação deve ser considerada.

Tayná Eduarda - MEM 1A disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

GEOVANA NASCIMENTO N°:14 - MEM1A

1- Porque a crise na oferta e demanda de alimentos,mudanças climáticas,elevação da cotação do petróleo,além da mercantilização dos alimentos. Maluf também relata que os subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia também são fatores desencadeadores da crise alimentar.

2- É um conjunto de normas de produção como transporte e armazenamento de alimentos visando para os alimentos serem adequados ao consumo.

O custo do alimento vem aumentando por causa da produção de biocombustível que impacta a produção dos alimentos.

3- Pontos positivos:
-Ajuda na diminuição do efeito estufa .
-Os gases que saem dos meios de transportes é absorvido pelas plantas que assim é produzido mais biomassas.

Pontos negativos –
-A queima de cana libera grande quantidade de gases nitrogenados que retornam ao meio ambiente na forma de “chuva seca” fertilizantes.
-Consome muita energia na produção.
- Desmatamento de florestas.

Prof. Marcio Bezerra disse...

THAMIRES OLIVEIRA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!
NOTA; 2,5




KEILA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA; 2,1




ELLEN LEAL - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA; 2,1




RUAMA PINHEIRO - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente! Explicada até demais rsrsrsrs!
NOTA; 2,5




TAYNA EDUARDA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar! Ficou excelente! Explicada até demais rsrsrsrs!
NOTA; 2,5

Prof. Marcio Bezerra disse...

GEOVANNA NASCIMENTO - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,4

Patriny Lima disse...

PATRINY LIMA , Nº: 27' MEN 1A.

01) Porque a atual crise na oferta e demandas de alimentos , fator que tem impulsionado o aumento de preços não é passageira e nem pode ser interpretada como uma resultante unicamente da expansão da produção de biocombústivel .

02) Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-quimicas, microbiólogicas e sensorias padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo.O dramático aumento dos preços dos alimentos ocorrido nesses últimos dois anos tem provocado um intenso debate a respeito do papel dos biocombustíveis na atual crise de segurança alimentar. Embora todos os principais atores desse debate — instituições globais, governos, empresas ou organização não governamentais — reconheçam a existência de múltiplas causas para explicar a abrupta elevação dos preços dos alimentos, existe certo consenso sobre o fato de que a produção de biocombustível tem algum impacto na produção de alimentos e, portanto, em seus preços. Mas esse quase consenso se evapora quando se trata de avaliar e hierarquizar a responsabilidade da crescente produção de biocombustível no aumento dos preços dos alimentos.

03) Pontos positivos :
- menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo.
- a possibilidade real de substituir quase todos os derivados do petróleo sem modificação nos motores, eliminando a dependência do petróleo.
- possui elevada capacidade de lubrificar as máquinas ou motores reduzindo possíveis danos.
- não-tóxico e não explosivo nem inflamável à temperatura ambiente.
Pontos negativos :
- Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro.
- o fato de não resolver o problema da dependência do petróleo, devido à inflexibilidade no refino do mesmo.
-Os graves problemas climáticos e edáficos, com elevação das temperaturas e da erodibilidade dos solos.
- Os combustíveis fósseis, os mais utilizados, são finitos e as reservas terrestres só tendem a diminuir e terminar, sem renovação. Além disso, são extremamente poluidores e causam sérios desequilíbrios no ambiente.

Anônimo disse...

Gustavo Rocha Dantas
nº16 / MEM1A

I essa instabilidade também é derivada de fatores, como mudanças climáticas, aumento da demanda por alimentos, a elevada cotação do petróleo, mercantilização dos alimentos, entre outros.

II Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo
a produção de biocombustíveis só é prejudicial em países que é escasso a segurança alimentar.

III PONTOS POSITIVOS: É um recurso ecológico, é uma fonte renovável, a poluição é menor comparada a do petróleo, sua produção pode estar contribuindo para o processo de mudanças climáticas.
PONTOS NEGATIVOS: Muitos alimentos sofrem inflação, plantações usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade sendo usados significativamente fertilizantes, pesticidas e água.

GABRIELA SAMPAIO TORRES DE OLIVEIRA, MEM 1B, n° 18 disse...

QUESTÃO 1) Ele afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos,é um dos fatores que tem impulsionado o aumento de preços ,como o contínuo aumento de alimentos,mudanças climáticas,elevação da cotação de petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como a soja, o milho e o trigo ativos negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro e também afirma que não pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustível.

QUESTÃO 2) Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Hoje em dia algumas empresas agrícolas para aumentar a demanda de alimentos fazem o uso de agrotóxicos e certas químicas, que certamente acabam contaminando os alimentos e claro, prejudicam a saúde da população. Também podemos afirmar que a crise alimentar atual está relacionada com a falta de investimentos públicos na agricultura e na segurança alimentar.

QUESTÃO 3) Pontos positivos:
Além de permitirem reduzir a dependência energética em relação aos combustíveis fósseis, os biocombustíveis são produzidos a partir de plantas que absorvem CO2 e permitem a produção de combustíveis que não emitem gases com efeito de estufa, que são os principais responsáveis pelo aquecimento global.

Pontos negativos:
a produção de biocombustíveis consome muita energia e baseia-se em culturas intensivas, que produzem um gás com efeito de estufa, o óxido de azoto, que também tem efeitos no aquecimento global.

Thais Cristine disse...

1-Renato Maluf, afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.

2-Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, que inclui: Transporte e armazenamento de alimentos visando certas características, que são: físico-químicas, microbiológicas e sensorias padronizadas.

3)Negativo-Aumento dos preços dos alimentos destruição da Mata Atlântica.
Positivos-Redução na emissão de gases poluentes no ar.

ITALO HENRIQUE RODRIQUES ALVES, MEM 1B, N° 25 disse...

1 : Ele afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos,é um dos fatores que tem impulsionado o aumento de preços,afirma também que não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.

2 : Segurança Alimentar é o nome dado para a produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características para depois serem adequados para consumo.
Os biocombustíveis são vistos como um problema para a segurança alimentar porque existe um consenso sobre o fato de que a produção de biocombustível impacta a produção de alimentos, e, portanto seus preços .
3 : - Os pontos positivos:
- A produção de biocombustíveis podem estar, contribuindo para o processo de mudanças climáticas.
- Um combustível renovável, onde se pode aproveitar óleo de cozinha para sua produção. Assim também contribuindo para a inclusão social
- Uma outra alternativa melhor que a do petróleo, pois é altamente ecológica.

Os Pontos negativos:
-O alto crescimento do biocombustivel pode implicar com o desmatamento de áreas florestais.
- A ocupação do espaço agrícola com as criações de usinas para o refinamento do biocombustivel.
- risco de competição de lavouras energéticas com produção de comida.
- Muitas plantações hoje usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade uso significativo de fertilizantes, pesticidas e água. Podendo causar riscos.

Anônimo disse...

Daniel Mota de Araujo nº:8 MEM 1B


Resposta 1:
Hostoricamente a produção de alimentos não foram baseadas nas necessidades das populações e sim, no interesse econômico das grandes potencias. Ainda hoje o alimento é moeda de transação no mercado financeiro. Os paises menos desenvolvidos ficaram sempre a merce das decisões das grandes potencias. Essa é uma das razões da fome no mundo. A produtividade de biocombustíveis no Brasil é uma ameaça a este modelo de produtividade e é uma alternativas sustentáveis para o desenvolvimento no país.

Resposta 2:
Consiste no direito de todos de ter acesso a uma alimentação de qualidade, na quantidade suficiente, sem afetar o meio ambiente e sem comprometer o acesso a outros direitos necessários.
Os biocombustíveis - Eles são considerados riscos por competirem com a produtividade de alimentos, diminuindo a produção de alimentos para consumo e causando a elevação dos preços dos mesmos. Como qualquer outra questão, existe dois lados. Temos nos biocombustíveis uma saida para os países subdesenvolvidos na busca de um equilibrio sustentável, porém isso deve ser baseado em medidas que busquem o respeito as necessidades alimentares e a conservação da biodiversidade.A sua produção no Brasil assim como em outros países subdesenvolvidos são vistos como uma ameaça para as grandes potencias que sempre usaram sua superioridade produtiva como um controlador monopolizando o mundo.

Resposta 3:
Positivo: Redução do consumo de combustiveis não renováveis; redução de produção de gases poluentes; sustentabilidade dos países subdesenvolvidos,
Negativos: Plantio desenfreado de matéria prima de biocombustíveis; redução do plantio de alimentos para o consumo; aumento dos preços dos alimentos.

Clarissa Orioli MEM 1B disse...

Respostas:

1- Por causa dos fatores climáticos e das diferenças entre os países ricos e pobres.

2- É todo um conjunto para produzir, armazenar e transportar alimentos com segurança para o consumo.São vistos como perigo porque nem sempre são armazenados e transportados adequadamente.

3- Positivos: A menor poluição que causa em relação aos combustíveis derivados do petróleo.
Negativos: O desmatamento da mata atlântica para a plantação de cana-de-açucar que acarretou graves problemas no clima.

Gabriel Martins MEM 1B / N°:16 disse...

Respostas:

1- Porque a desigualdade entre países pobres e ricos desencadeiam para que não possam competir em pé de igualdade.

2- É um conjunto de orientações e recomendações, para redução de contaminações nos alimentos.
São vistos como perigo por causa do desmatamento sem nenhum planejamento considerado adequado.

3- Positivo: Polui menos que os combustíveis fósseis e por isso agridem menos, é uam alternativa para amenizar o efeito estufa.
Negativo: Podem trazer muitos problemas por consumirem muita água e algumas vezes tomarem o lugar de plantações de alimentos.

Aedes AEgypt disse...

Aluno: Aedes Aegypti
Nº:1
MEF 13A

Questão 1 - A instabilidade dos preços de alimentos não é somente devido aos Biocombustíveis, mais também devido a fatores estruturais como chuvas, aquecimento global e problemas econômicos como a queda na produtividade não pelo fator biocombustivel mais sim pela inclusão sócio-econimica elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como a soja, o milho e o trigo ativos negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro, A inflação dos alimentos esta mais relacionada ao aumento do PIB.


Questão 2 - Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Atualmente, com o objetivo de produzir alimentos em quantidade suficiente para alimentar uma população grande e crescente a preços competitivos usam-se, muitas vezes, tecnologias agrícolas inadequadas, nas quais compostos perigosos contaminam os alimentos e, consequentemente, os consumidores. Entre estes procedimentos estão o uso indiscriminado de agrotóxicos. Os Biocombustiveis não trazem nenhum perigo a segurança alimentar. Segundo os pesquisadores, a ameaça que o aumento da produção de biocombustíveis representa para a segurança alimentar é particularmente séria na África, onde o alimento já é escasso e a segurança alimentar é insuficiente.

Questão 3 - Os pontos positivos:
- A produção de biocombustíveis podem estar, contribuindo para o processo de mudanças climáticas.
- Um combustível renovável, onde se pode aproveitar óleo de cozinha para sua produção. Assim também contribuindo para a inclusão social
- Uma outra alternativa melhor que a do petróleo, pois é altamente ecológica.

Os Pontos negativos:
-O alto crescimento do biocombustivel pode implicar com o desmatamento de áreas florestais.
- A ocupação do espaço agrícola com as criações de usinas para o refinamento do biocombustivel.
- risco de competição de lavouras energéticas com produção de comida.
- Muitas plantações hoje usadas como fonte de biocombustível requerem terra agricultável de alta qualidade uso significativo de fertilizantes, pesticidas e água. Podendo causar riscos.

corrige com carinho rs

Luciana Orioli NEM 1 / N°: 5 disse...

Respostas:

1- Por causa dos subsídios agrícolas que são desencadeadores da crise alimentar.

2- É a garantia de alimentos saudáveis para o consumo.
São vistos como perigo para o solo, causando erosão e sangria de nutrientes.

3- Positivo: Polui menos e ameniza o efeito estufa.
Negativo: Coloca em risco a produção de alimetos e aumentando a fome e a miséria.

Anônimo disse...

Resposta I: Por que com a desigualdade de alguns paises, impedem a exportação de alimentos a preços subsidiados e comprometem a produção em muitos outros paises.


RESPOSTA II : Segurançã alimentar,é a forma adequada dos alimentos ao consumo, são varias normas formadas de produção armazenamento de alimentos caracteristicas determinadas fisica-quimico, microbiológicas, e o transporte.
Os biocombustíveis colocam em risco o abastecimento de alimentos para a população mundial.


RESPOSTA II : uma das vatagens, é a solução da redução de emissões de gases do efeito estufa, a estratégica para a auto-suficiência da matriz energética do Brasil. pontos negativos: comprometimento da produção de alimentos,o preço e a falta de regulamentação.

Virgínia Martins NEM 1 / N°: 8 disse...

Respostas:

1- Devido as diferenças sociais e economicas entre países pobres e ricos.

2- São regras adotadas para transportar alimentos com segurança.São vistos como perigo para as florestas tropicais no sudeste e problemas sociais e ambientais que poderão ter consequências irreversíveis.

3- Positivos: A auto-suficiencia da matriz energética do Brasil.
Negativo: Risco no desmatamento da amazônia.

Renata disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Renata disse...

NOME : RENATA NAVEGA DA COSTA N° : 32 TURMA : MEM1A

I) Pois a produção de diversos produtos vem diminuindo, graças ao aumento de produção de matérias primas para o Biocombustivel. Logo, certos produtos por serem menos produzidos, tendem a ter um aumento em seu preço. Isto se deve ao modelo do sistema agroalimentar global, pois este sistema não esta conseguindo controlar a produção dos alimentos em diversos países, e isto só tente a aumentar

II) Segurança alimentar em base, são as normas de produção ( isto é, o que cada pais pode ou deve produzir ), o transporte destes alimentos para determinadas regiões e o armazenamento dos alimentos produzidos e concebidos, prevendo certas características , para que os alimentos possam ser consumidos adequadamente. Estas regras são internacionalizadas. Algo importante é a garantia de um alimento saudável, pois podem ter certos riscos à estes, como de origem biológica ( microorganismos, principais contaminadores dos alimentos ), físicos ( pedaços de borrachas, metais e etc, que no preparo dos alimentos nas indústrias, pode "contaminar" o alimento ) e perigos químicos tóxicos ( o que ocorre com grande frequência nas indústrias e até no campo ). A também uma designação para Segurança Alimentar, onde todas as pessoas em seu direito tendem a consumir os alimentos necessários para seu sustento.
E os biocombustíveis, são vistos como problemas, pois eles diminuem a produção de devidos alimentos nos países, ja que os agricultores visam o lucro, ou seja, produção de : cana de açucar, soja, etc.

III) O ponto positivo do uso dos biocombustíveis no Brasil é que diminui a emissão de gases poluentes à atmosfera e outro lado positivo, é que é renovável, diferente dos combustiveis fósseis. Já o lado negativo, como dito no texto, é que graças à esses combustíveis, a produção de alimento no mundo vem diminuindo, já que os agricultores por exemplo, visando o lucro preferem produzir alimentos que no futuro possam virar biocombustiveis, como cana de açucar, milho, soja e etc.

Prof. Marcio Bezerra disse...

PATRYNY LIMA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
A SUA RESPOSTA DO ITEM III É MUITO, MAS MUITO PARECIDA MESMO COM A DA THAYNA EDUARDA. Aprovarei assim mesmo, MAS, Saiba q fiquei muito apreensivo!! Estou de Olho!!
NOTA; 2,5



GUSTAVO ROCHA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, LONGE disso, mas sinto q falta alguma coisa a ela!!
NOTA; 2,4


GABRIELA SAMPAIO TORRES - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Apesar de simples, Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA; 2,5


THAIS CRISTINE - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES, Mas muito incompletos mesmo!!!
NOTA; 1,9

ITALO HENRIQUE - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA; 2,5



DANIEL MOTA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas!!!
OBS: apesar do item III estar um "tanto curto", seria injusto da minha parte descontar um décimo pois além da idéia central estar apresentada corretamente, os ITENS I e II estão excepcionais! por isso mantenho sua nota na íntegra!!
NOTA; 2,5



CLARISSA ORIOLLI - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES, Mas muito incompletos mesmo!!!
NOTA; 1,9


AEDES AEGIPTY - MEM 1A QUEM É VC??? POR FAVOR DEPOIS SE IDENTIFIQUE!!
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA; 2,5

larissa disse...

LARISSA PEREIRA DOMINGUES DE FRANÇA
MEM 1B
1-Ponto Positivo -> Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica.

Ponto Negativo -> Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos e edáficos, com elevação das temperaturas e da erodibilidade dos solos. Tanto que muitos usineiros agora têm preocupação em proteger os fragmentos que restam e recuperar áreas degradadas. Até porque hoje em dia o álcool não está dando um lucro satisfatório, como antigamente.
2-Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Porque o preço dos alimentos vem aumentando devido à produção de biocombustível que impacta a produção dos alimentos.
Porque o preço dos alimentos vem aumentando devido à produção de biocombustível que impacta a produção dos alimentos.

Prof. Marcio Bezerra disse...

GABRIEL MARTINS - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES, Mas muito incompletos mesmo!!!
NOTA; 1,9



LUCIANA ORIOLLI - NEM 1a
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA; 2,0



ANÔNIMO - QUEM É VC????? POSTE DEPOIIS PARA PODER LHE IDENTIFICAR
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA; 2,0



VIRGINIA MARTINS - NEM 1a
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA; 2,0


RENATA NAVEGA - MEM 1ASua Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA; 2,5

Prof. Marcio Bezerra disse...

LARISSA PEREIRA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item III poderia e deveria ser melhor desenvolvido!
Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,2

glaydson disse...

1ª QUESTÃO: Para ele (Renato Maluf) essa instabilidade não será passageira e não unicamente é fruto da expansão de biocombustíveis. Também, mas é fortalecido por outros fatores que pesam, como mudanças climáticas, aumento da demanda por alimentos, a elevada cotação do petróleo, mercantilização dos alimentos, os subsídios dos EUA e da UE que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos, entre outros.

glaydson disse...

QUESTÃO 2) Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Hoje em dia algumas empresas agrícolas para aumentar a demanda de alimentos fazem o uso de agrotóxicos e certas químicas, que certamente acabam contaminando os alimentos e claro, prejudicam a saúde da população. Também podemos afirmar que a crise alimentar atual está relacionada com a falta de investimentos públicos na agricultura e na segurança alimentar.

glaydson disse...

Resposta III
Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica, o que reduz a emisão de gás carbônico.
Seu ponto negativo é que com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos, como elevação das temperaturas.

glaydson disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Jessica Cristina Oliveira disse...

Questão 1 :
De acordo com o Presidente Renato Maluf essa instabilidade de preços no fator alimentício é fortalecida por vários fatores como por exemplo : a mudança climática , os subsídios dos EUA e da UE que impedem os produtores de países pobres competirem igualmente com os europeus e norte-americanos.

Jessica Cristina Oliveira disse...

2-Renato Maluf, afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de preços, não é passageiro e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de bicombustíveis.
- Contaminação de lençóis freáticos por nitritos e nitratos, provenientes de fertilizantes. A ingestão desses produtos causa problemas respiratórios, devido à produção de meta-hemoglobina (hemoglobina oxidada

Jessica Cristina Oliveira disse...

3 : - Os pontos positivos:
- A produção de biocombustíveis podem estar, contribuindo para o processo de mudanças climáticas.
- Um combustível renovável, onde se pode aproveitar óleo de cozinha para sua produção. Assim também contribuindo para a inclusão social
- Uma outra alternativa melhor que a do petróleo, pois é altamente ecológica.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

NATALY SILVESTRE FILGUEIRAS , Nº 24 , MEM 1A !
1. Porque para Renato Maluf a atual crise na oferta e demanda de alimentos não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Por isso, para ele a instabilidade é fruto de um modelo equivocado no sistema agro-alimentar global. Os fatores que contribuem para a alta de preços são : o contínuo aumento da demanda por alimentos, mudanças climáticas, elevação da cotação do petróleo e os subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia.

2. Segurança Alimentar consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais.
Porque a matéria prima deles -a base de cana, milho, girasso, soja e etc. podem vir a competir num futuro próximo com os gêneros destinados a alimentação.

3. Positivos: É um combustível renovável; diminui a poluição nas emissões; colabora com a diminuição de emissão de carbono proveniente de combustíveis fósseis.
Negativos: Na intenção de alcançar a demanda mundial, grande parte de áreas agrícolas direcionadas à alimentação e de áreas com vegetação natural poderá ser usada no plantio de cultivares para a produção de biocombustíveis.

Raquel Santos disse...

Raquel Santos - MEM1A

I- A crise na oferta e demanda de alimentos fatos que tem impulsionando o aumento de preços, não é passageiro e nem pode ser interpretado como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis.
Os subsídios agrícolas pelo EUA e União Européia são fatores desencadeadores da crise alimentar, pois impedem os países pobres a competirem de igual a igual com os europeus e norte-americanos.

II- Segurança alimentar são um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando características físico-quimicas, mircrobiológicas e sensores padronizadas. O prejuízo é onde visam o aumento dos alimentos, pois tem subsídios suas culturas tradiocionais pelas utilizadas na produção de biodisel e etanol.

III- Efeito Ruim: Não aumentaram ou causaram conflitos sociais( segurança alimentar, direitos sobre a terra e direitos das comunidades locais e indígenas.) Redução de pelo menos 60% das emissões de gases do efeito estufa.
Efeito Bom: A produção de biocombustíveis estratégica para a auto-suficiência da matriz energética do Brasil e para a expansão comercial das nações em desenvolvimento.
Os biocombustíveis são parte da solução para redução de emissões de gases do efeito estufa.

Tayná Eduarda - MEM 1A disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tayná Eduarda - MEM 1A disse...

RESPOSTA N° 1 -Essa mudança de preços,tem haver com inùmeros fatores. Como o aumento da demanda de alimentos, Mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo e subsídios agrícolas, São desencadeadores da crise, e ainda os subsidiados agrícolas dos EUA.

RESPOSTA N° 2 Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Estas regras são, até certo ponto, internacionalizadas, de modo que as relações entre os povos possam atender as necessidades comerciais e sanitárias. por isso eles devem fazer os produtos sem que ocorra nenhum tipo de dano a saúde humana,que deveria representar uma alternativa de baixa emissão de carbono, irá, na média, emitir mais dióxido de carbono do que a queima da gasolina ao longo das próximas décadas

RESPOSTA N° 3 POSITIVO -> Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica,É energia renovável. No Brasil há muitas terras cultiváveis que podem produzir uma enorme variedade de oleaginosas, principalmente nos solos menos produtivos, com um baixo custo de produção.
O biodiesel é um ótimo lubrificante e pode aumentar a vida útil do motor.
O biodiesel tem risco de explosão baixo. Ele precisa de uma fonte de calor acima de 150 graus celcius para explodir
Tem fácil transporte e fácil armazenamento, devido ao seu menor risco de explosão.
O uso como combustível proporciona ganho ambiental para todo o planeta, pois colabora para diminuir a poluição e o efeito estufa.
A viabilidade do uso direto foi comprovada na avaliação dos componentes do motor, que não apresentou qualquer tipo de resíduo que comprometesse o desempenho.
Para a utilização do biocombustível, não precisa de nenhuma adaptação em caminhões, tratores ou máquinas.
O biodiesel é uma fonte limpa e renovável de energia que vai gerar emprego e renda para o campo.


NEGATIVO -> Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos e edáficos, com elevação das temperaturas e da erodibilidade dos solos. Tanto que muitos usineiros agora têm preocupação em proteger os fragmentos que restam e recuperar áreas degradadas. Até porque hoje em dia o álcool não está dando um lucro satisfatório, como antigamente, Os grandes volumes de glicerina previstos (subproduto) só poderão ter mercado a preços muito inferiores aos atuais; todo o mercado de óleo-químicos poderá ser afetado. Não há uma visão clara sobre os possíveis impactos potenciais desta oferta de glicerina.
No Brasil e na Ásia, lavouras de soja e dendê, cujos óleos são fontes potencialmente importantes de biodiesel, estão invadindo florestas tropicais, importantes bolsões de biodiversidade. Embora, aqui no Brasil, essas lovouras não tenham o objetivo de serem usadas para biodiesel, essa preocupação deve ser considerada.

Anônimo disse...

RÔMULO EUGÊNIO DOS SANTOS N°: 33 MEM 1A
1-Porque ele acredita que a crise na oferta e demanda de alimentos, fator que tem impulsionado o aumento de alimentos, mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo, além da mercantilização dos alimentos. O s subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia também são apontados por Maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar.

2-
*Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo.
*Pode fazer ressurgir extensas plantações de uma só cultura fazendo assim as industrias terem que dividir seu espaço com os biocombustíveis e trazer problemas como falta de alimentos e poluição.

3-
*Positivos – Principalmente a redução na emissão de gases e a redução da poluição e do efeito estufa e
Polui menos que outros combustíveis.
Negativos- Aumento dos preços dos alimentos;
O biocombustível pode implicar com o desmatamento de áreas florestais e
competição de lavouras para o plantio de cana de açúcar com produção de comida.

Glarkson disse...

nome:glarkson costa
n°:20
turma:men1bO
resposta I:

a desigualdade do que é produzido , aumenta constantemente as mudanças climaticas
geradas pelo consumo de combustiveis.
também é admitido por maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar
os subsídios agricolas mantidos pelos EUA e pea UE. o aumento de preço, não
é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansãoda produção de biocombustível.

resposta II:

É UM CONJUnTO DE NORMAS DE PRODUÇÃO,TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO DE ALIMENTOS.
O BIOCOMBUSTIVEL É UM PERIGO CONSTANTE PODEM OCASIAONAR VARIOS RISCOS A SAUDE.O prejuízo será que os produtores de alimentos terão que dividir sua matéria prima.
Algo importante é a garantia de um alimento saudável, pois podem ter certos riscos à estes, como de origem biológica
( microorganismos, principais contaminadores dos alimentos ), físicos ( pedaços de borrachas, metais e etc, que no preparo
dos alimentos nas indústrias, pode "contaminar" o alimento ) e perigos químicos tóxicos ( o que ocorre com grande frequência
nas indústrias e até no campo ). A também uma designação para Segurança Alimentar, onde todas as pessoas em seu direito tendem
a consumir os alimentos necessários para seu sustento.

resposta III:

Positivo:Redução das emissões dos gases do efeito estufa a ,ateria proma é feita de produto renovaveis ,ou seja ,
sempre se renova diminuição dos impacto direto e indireto ao ecossistema a reduão na emissão de gases .
elabora para diminuir a poluição e o efeito estufa.
é uma fonte limpa e renovável de energia.
o CO2 eliminado pelo veiculo é reutilizado pelas plantas para a produção de mais biomassas, através da fotossíntese.
possibilita o fechamento do ciclo de carbono (CO2), contribuindo para a estabilização da concentração desse gás na atmosfera
(isso contribui para “frear” o aquecimento global).

Negativa:Os preços dos alimentos irão aumentar perigoso para a segurança alimentar a grande area de Mata
Atlantica foi substituida por plantações de cana-de-acuçar , particulamente no nordeste brasileiro .
consome grande quantidade de energia para a produção.
Aumento do consumo de água (para irrigação das culturas)
As culturas para produção de biocombustível consomem muito fertilizantes nitrogenados, como liberação de óxidos de nitrogênio.
A queima de cana libera grande quantidade de gases nitrogenados que retornam ao meio ambiente na forma de “chuva seca” fertilizantes.

Glarkson disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Gabrieli - 13 / MEM1A disse...

Questão I - Para Maluf, contribuem para a alta de preços, fatores como o contínuo aumento da demanda por alimentps, mudanças climaticas, elevação da cotação do petróleo, além da mercantilização dos alimentos que tornou produtos como a soja, o milho e o trigo ativos negociados nas bolsas de mercadorias e atrativos para o capital financeiro.
Os subsídios agrícolas mantidos pelos Estados Unidos e União Européia também são apontados por Maluf como fatores desencadeadores da crise alimentar, já que impedem os produtores de países pobres de competirem em pé de igualdade com os europeus e norte-americanos.

Questão II - É um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características, físico-química, microbiológica e sensórias, que garante acesso ao alimento em quantidade e qualidade adequadas de forma permanente e aproveita ao máximo os nutrientes e prepara os alimentos de forma que não ofereça perigo a saúde.

Questão III - Positivo - Redução das emissões dos gases do efeito estufa a ,ateria proma é feita de produto renovaveis ,ou seja , pemprese renova diminuição dos impacto direto e indireto aoecossistema a reduão na emissão de gases .

Negativa - Os preços dos alimentos irão aumentar perigoso para a segurança alimenta a grande area de Mata Atlantica foi substituida por plantações de cana-de-acuçar , particulamente no nordeste brasileiro .

Thayane Raiol MEM1A N°:41 disse...

RÁRAÁ eu sou o anÔnimo , burra esqueci de coloca meu nome !
mais com todo prazer THAYANE RAIOL N°:41 MEM1A, é, fiquei meio desconfiada, sabia que as minhas respostas estavam incompletas, mais na proxima(se tiver proxima né) será melhor o meu desenvolvimento nas resposta !

Thayane Raiol MEM1A N°:41 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

CAROLINE NÉRIS
N° 05 / MEM 1A

Porque não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Para ele, a instabilidade é fruto de um modelo equivocado no sistema agroalimentar global.


Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Nos últimos anos, estamos enfrentando muitas crises como o aquecimento global, o aumento do preço dos alimentos e o impacto provocado pela alta do petróleo.


Positivos : Redução das emissões dos gases do efeito estufa, a matéria prima é feita de produtos renováveis, ou seja sempre se renova.
Negativos: Os preços dos alimentos irão aumentar, isso é perigoso para a segurança alimentar.

nisla danyele disse...

Nisla danyele N:25 men 1A


1)resposta:A exploração das terras agrícolas atingiu seu limite, mas não feliz, agora destruir as florestas. A mudança climática não vai garantir a segurança alimentar para o futuro, os países industrializados e os trabalhadores que procuram um permanente crescimento econômico e, portanto, a exploração irracional do meio ambiente em 2050, 3 bilhões...

Porque não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis.Os biocombustíveis, como o biodiesel e o etanol (álcool etílico), têm aparecido com frequência na mídia como alternativas para contenção do aquecimento global. Isso acontece porque os biocombustíveis permitem uma ciclagem do gás carbônico (CO2), apontado como um dos vilões do aquecimento global.


2) resposta:Ponto Positivo -> Sua principal vantagem é a menor poluição que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. A cana é um produto completo porque produz açúcar, álcool e bagaço, cujo vapor gera energia elétrica.

Ponto Negativo -> Com o estímulo ao pró-álcool, grande área de Mata Atlântica foi substituída por plantações de cana de açúcar, particularmente no nordeste brasileiro. Isto acarretou graves problemas climáticos e edáficos, com elevação das temperaturas e da erodibilidade dos solos. Tanto que muitos usineiros agora têm preocupação em proteger os fragmentos que restam e recuperar áreas degradadas. Até porque hoje em dia o álcool não está dando um lucro satisfatório, como antigamente.

3) resposta :Essa mudança de preços,tem haver com inùmeros fatores. Como o aumento da demanda de alimentos, Mudanças climáticas, elevação da cotação de petróleo e subsídios agrícolas.Ele afirma que a atual crise na oferta e demanda de alimentos,é um dos fatores que tem impulsionado o aumento de preços.

Lais Nunes disse...

1-De acordo com o que Maluf disse a atual crise a instabilidade não é passageira e nem pode ser interpretada como resultante unicamente da expansão da produção de biocombustíveis. Para Consea também há outros fatores como, mudanças de clima, mercantilização de alimentos e elevação da cotação do petróleo.


2-Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção. São os cuidados com trasportes, consumo. Os biocombustiveis não traz nenhum problema ou prejuízo para a segurança alimenta a não ser na Africa (segurança alimentar é insuficiente).


3- * Vantagens: Menor a poluição em comparação aos combustíveis derivados do petróleo. Gerar desenvolvimento rural, entre outras .
* Desvantagens: Consumir grande quantidade de energia para a produção. Aumento do consumo de água (para irrigação das culturas), entre outras.

EWERTON FERRARI disse...

NOME: EWERTON BARBOZA DE OLIVEIRA FERRAI N° 11 TURMA MEM 1A

RESP.1 - Ele afirma que o aumento dos preços não é somente por causa da expansão de produtos biocombustiíveis, vários fatores como mudanças climáticas, aumento na demanda de alimentos ,subsídios agrícolas, elevação na cotação de petróleo contribuem para esse desequilíbrio que ao seu parecer será permanente .

RESP.2 - Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. ...O biocombustivel não representa um grande problema na produtividade de alimentos ,mais sim a falta de comprometimento do Estado em criar condições para que população brasileira possa efetivamente usufruir dele .

RESP.3 - POSITIVOS -. a vantagem é a menor poluiçao que causa em comparação aos combustíveis derivados do petróleo.

NEGATIVOS - muitas vegetalções de cana ainda queimam-a para a colheita, o que contribui para a poluição, e ainda algumas mantém trabalhadores acerca péssimas condições de trabalho.

Anônimo disse...

aaaaa professor cade as notas dos outros alunos , poxaaaaa (búa)KKKKK'

Prof. Marcio Bezerra disse...

THAYANE RAYOL - MEM 1A
Pra variar tinha q ser vc! rsrsrsrs
já computei a sua nota!
NOTA = 2,0



GLAYDSON ???? QUEM É VC? NÃO CONSTA SEU NOME NAS TURMAS MEM 1A, MEM 1B E NEM 1a!!!
POR FAVOR SE IDENTIFIQUE PRA EU PODER LHE ATRIBUIR A NOTA!!!!

Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA = 2,5



JÉSSICA CRISTINA - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item II poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,3



NATALY SILVESTRE - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas! Nada a corrigir ou Retocar!!
NOTA = 2,5



RAQUEL SANTOS - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas!!!
OBS: apesar do item II estar um "tanto curto", seria injusto da minha parte descontar um décimo pois além da idéia central estar apresentada corretamente, os ITENS I e III estão excepcionais!
Por isso mantenho sua nota na íntegra!!
NOTA = 2,5



TAYNÁ EDUARDA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas!!! Nada a corrigir ou retocar! Está explicado até demais! rsrsrs
NOTA = 2,5



ROMULO EUGENIO - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas!!! Nada a corrigir ou retocar!
NOTA = 2,5



GLARKSON - MEM 1B
Sua postagem foi aprovada sem ressalvas!!! Nada a corrigir ou retocar! Excelente!
NOTA = 2,5



GABRIELLI MILLENA - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - Os itens II e III poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BEM incompletos!
NOTA = 2,2



CAROLINE NÉRIS - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA = 2,0



NISLA DANIELE - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com uma ressalva - o item III poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q ele está incompleto!
NOTA = 2,3



LAIS NUNES - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens I, II e II poderiam ser melhor desenvolvido! Não que estejam errados, mas é que ele estão BASTANTES incompletos!
NOTA = 1,9



EWERTON FERRARI - MEM 1A
Sua postagem foi aprovada com ressalvas - Os itens II e III poderia ser melhor desenvolvido! Não q esteja errado, mas é q eles estão Muito incompletos!!!
NOTA = 1,9

Prof. Marcio Bezerra disse...

FIM DE POSTAGENS!!
EXCEÇÃO A MENINA MARIA PAULA

OBS: MUITOS ALUNOS DO 1º ANO DEIXARAM DE POSTAR NUM TRABALHO FÁCIL DE FAZER!

TURMAS Q MAIS POSTARAM:
MEM 1A - METADE
MEM 1B - QUASE A METADE
NEN1a - POUQUISSÍMAS!
NEM ¼ DA TURMA POSTOU!

Anônimo disse...

MARIA PAULA, 53 - MEM 1A

I) Maluf acha que os países não estão conseguindo controlar a produção de alimentos, ou seja, alguns alimentos são produzidos em massa e outros estão sendo difícieis de serem encontrados. Explicando melhor, os agricultores valorizam o cultivo de cana de açúcar, soja e etc (matérias primas para a produção de biocombustíveis ), ao invés da produção de certos alimentos. Logo, o preço desses produtos dificieis de serem produzidos e os preços das matérias primas se tornam instáveis. tendo a tendência dos produtos "raros" terem um aumento de preço.

II) Segurança alimentar é um conjunto de normas de produção, transporte e armazenamento de alimentos visando determinadas características físico-químicas, microbiológicas e sensoriais padronizadas, segundo as quais os alimentos seriam adequados ao consumo. Estas regras são, até certo ponto, internacionalizadas, de modo que as relações entre os povos possam atender as necessidades comerciais e sanitárias. Alegando esta razão alguns países adotam "barreiras sanitárias" a matérias-primas agropecuárias e produtos alimentícios importados.
Com o crescimento da população e o desenvolvimento econômico, a demanda energética deve dobrar nos próximos 40 anos. Ainda assim, o mundo precisa reduzir as emissões de CO2 para minimizar os efeitos da mudança climática.
A produção de biocombustíveis é promessa de ganhos para a economia brasileira. Mas, se não for bem planejada, pode fazer ressurgir extensas plantações de uma só cultura e trazer problemas como falta de alimentos e poluição.
No Brasil, a produção de biocombustível, em particular o etanol feito da cana-de-açúcar, vinha sendo impulsionada desde o início desta década pelo aumento da frota de veículos com motores flex, que funcionam com mais de um tipo de combustível.

III)O lado bom do uso de biocombustíveis em geral, é que estes são renováveis, diferentemente dos combustíveis fósseis. Outra coisa é que os bicombustíveis diminui a emissão dos gases poluentes na atmosfera, tendo assim grande aceitação. Todavia, há um lado negativo, e este é que a produção de alimento no mundo vem diminuindo graças a esses combustíveis, como dito no texto; pois os agricultores principalmente, visam o lucro, então preferem a produção de matérias primas de bicombustíveis.